Playlist de Ano Novo


Olá, pessoas! Hoje é o penúltimo dia do ano de 2015, o dia em que a maioria já está com tudo planejado para onde e como irão festejar o início do ano novo. Mas não importa se você irá para a praia, ficar em casa ou comemorar em um outro local, a música é muito importante para invadir nossa mente e dar um toque especial nesse período de passagem. Decidi postar uma playlist de ano novo, com músicas temáticas, e outras não, mas que eu achei muito adequada e agradável de se ouvir perto ou durante a virada para 2016. Espero que gostem!

Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt - What Are you Doing New Years Eve? (Cover de Nancy Wilson)
Escolhi colocar essa música na playlist pois achei o dueto desses dois muito fofo, além da letra ser meiga, perguntando o que você fará na véspera de ano novo e que braços vão te abraçar na virada!



U2 - New Year's Day
Me diga o tamanho da honra de passar a véspera de ano novo ouvindo a voz do Bono Vox? É uma música animada e com uma letra romântica, que menciona alguns fatos desse evento e tudo que ele quer é estar coma alguém especial novamente!



Panic! At The Disco - Victorious
Uma das últimas músicas lançadas de Panic! Tem um ritmo alegre e contagiante, divertida de cantar e até dançar (para quem gosta e sabe). Dá até pra se sentir um pouco vitorioso já no começo do ano.



Oasis - Supersonic
Não tem como não amar Oasis, e eu achei justo colocar Supersonic porque essa música faz passar um sentimento de singularidade e ter orgulho de quem eu sou. É uma ótima música para se ouvir em qualquer época do ano, e por quê não no ano novo?



Coldplay - Yellow
Yellow representa muito para mim, é uma música tranquila que me acalma. O clipe em especial me lembra muito o ano novo pois se trata de uma transição entre a noite e o amanhecer na praia, bem característico.


Resenha | A Incrível História de Adaline


Olá, pessoas. Finalmente assisti um dos filmes que eu tinha marcado na mente como "quero muito ver": A Incrível História de Adaline (The Age of Adaline). Me interessei por ele bem antes de ler a sinopse, já que a protagonista da história é vivida pela atriz Blake Lively, que, para quem não sabe, fez o papel de Serena em Gossip Girl, uma das minhas séries favoritas.

A história envolve ficção de passagem do tempo, e no caso se trata da personagem Adaline Bowman, uma jovem nascida nos anos 20 e que tem uma vida razoavelmente normal, envolvendo casamento, nascimento de uma filha e outras coisas do gênero, até que ela sofre um acidente de carro aos 29 anos, com o qual ocorre algumas particularidades com seu corpo. Tentando resumir, ela consegue sobreviver ao acidente de forma "milagrosa", de uma forma que a narrativa meio científica explicou como sendo um fenômeno em que as células do corpo de Adaline rejeitam o envelhecimento, fazendo com que a jovem permaneça com a mesma aparência e idade para toda a eternidade. 


Você já imaginou como seria sua vida se seu corpo nunca envelhecesse? No filme é bem retratada a angústia de Adaline por ter que lidar com essa condição, enquanto vê todos ao seu redor mudando, ficando velho e, por fim, morrendo. Ela começa a se sentir na obrigação de ter que mudar de identidade e endereço com frequência para não ter que se sujeitar a explicações e muito menos, por medo, ter seu fenômeno descoberto por cientistas ou algo do tipo. Depois de todo esse tempo vivido, mais de 100 anos, Adaline acaba virando Jenny e morando em São Francisco, onde consegue um emprego em uma biblioteca pública.

Jenny vive numa solidão profunda, evitando romances, laços mais profundos e até fotografias. Os únicos contatos sólidos que ela possui são a sua filha, que ao decorrer dos anos se torna muito mais velha (em aparência) do que a própria mãe, e seu cachorro de estimação. Em uma noite de ano novo, que também é comemorado o aniversário de Jenny, ela conhece Ellis. É muito estranho ter que entender o lado da Adaline nesse ponto do filme, já que ela é fadada a viver na solidão, uma vez que não poderá viver um futuro de verdade com uma pessoa, envelhecendo ao seu lado e vivendo experiências "normais". Tudo seria perfeito se ela não estivesse sob este fenômeno, Ellis tenta conquistá-la de maneira persistente, e quando Jenny finalmente aceita, é por causa dos conselhos bem dados de sua filha.


O resto do filme é bem intenso, com cenas bem emocionantes e nostálgicas, personagens e objetos que Adeline/Jenny conheceu e presenciou durante toda a sua vida se tornam mais que uma lembrança. A história consegue nos tocar de uma maneira reflexiva, mesmo se tratando de uma ficção. Conseguimos sentir como seria não envelhecer como os outros, entendemos todos os pontos de vista da protagonista, como se tudo aquilo pudesse ser real. É um filme lindo e suave, com uma fotografia de tirar o fôlego com algumas cenas, roteiro bem agradável e atores incríveis, como no caso de Michiel Huisman (Ellie), Ellen Burstyn (Flemming) e Harrison Ford (William). Recomendo muito, assistam!


Extra: Achei muita coincidência o filme ter uma cena de ano novo de 2015 para 2016, uma vez que faltam apenas 2 dias para isso realmente acontecer na vida real!

Espero que tenham gostado. Até mais!

Como fazer uma piada hoje em dia sem ofender ninguém


Olá, pessoas! Resolvi fazer um post diferente dos assuntos mais falados nesse blog por alguns motivos que me vem deixando um pouco pensativa ultimamente. Vou falar um pouco sobre como é difícil fazer uma brincadeira de qualquer tipo, tanto na internet como na vida real, sem ofender alguém ou algo. Alguém que tenha conta no Facebook já deve ter visto algum comentário como "que sem graça, falta de respeito" em alguma publicação onde uma coisa ou pessoa em uma determinada situação é levada para um lado engraçado.

Na maioria das vezes a mesma pessoa que fez essa brincadeira só quis compartilhar uma situação engraçada ou inusitada que tenha visto ou escutado, talvez sem nem perceber se aquilo poderia afetar alguém. Não estou falando de certas coisas que claramente insinua preconceito, tentativa de rebaixar o próximo e verdadeira falta de respeito, porque esse tipo de "brincadeira" eu repudio com total firmeza. Contudo, algumas coisas levam o pessoal ao ponto de xingar quem nem pensou em fazer o mal a alguém.
Como fazer uma piada que não ofenda ninguém em 2015. Volume 1.
As redes sociais, ao meu ver, está transformando quase todo nosso senso de humor em críticas e mais críticas, muitas vezes sem nem sequer procurar mais a fundo se aquela situação foi fruto de um momento engraçado ou simplesmente saiu da mente de uma pessoa com más intenções. Sei que cada pessoa pensa diferente, tem diferentes crenças e valores, mas ninguém é todo mundo. Ninguém é obrigado a pensar da mesma forma que ninguém. Dito isso, é essencial analisar ao menos um pouco antes de querer xingar e menosprezar alguém por alguma piada feita, vivemos da diferença e não poderia existir paz e respeito sem um pouco de humor. É preciso respeitar e desrespeitar as pessoas igualmente.

"Why so serious?"

Espero que tenham gostado. Até mais!

Uma homenagem aos filmes de 2015


Olá, pessoas! O ano está acabando e com ele se vão vários acontecimentos marcantes que vão ficar na nossa memória por muito tempo (principalmente se forem bons). Para mim, a maioria desses momentos foram vividos numa sala de cinema. Ao ver um filme, entramos em um mundo completamente diferente, fugimos da realidade e vivemos aventuras emocionantes. Não tem como sair da sala de cinema após ver um ótimo filme sem ficar com aquela sensação de querer mais daquilo tudo, de querer imaginar um universo diferente e, quando é um filme agradável, de mente limpa e relaxada.

Fala sério, o cinema é tudo de bom! Boa parte de tudo que sei posso atribuir a "culpa" aos filmes que assisti, todos variados e únicos, com suas próprias características. Se eu penso assim, imagina quem realmente entende do assunto. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (mais conhecida somente por Academy) reconheceu que o ano de 2015 foi de muito lucro e grandes quebras de recorde para o cinema, e com isso resolveu agradecer aos filmes desse ano através de um belo vídeo no canal deles no YouTube.


"Obrigada por preencher nossa imaginação. Obrigada por trazer grandes ideias à vida, por expandir fronteiras e despertar nossa curiosidade. Obrigada por dizer como as coisas realmente são e nos dar a coragem de desabafar. Obrigada por nos mostrar como sobreviver, lembrando-nos que somos todos diferentes e, ao mesmo tempo, iguais. Após 87 anos, nós queremos agradecer pela verdadeira força: você. 2015 foi um ano de quebras de recordes para os filmes. Como foi seu ano?"

Essa linda homenagem conta com cenas de filmes que marcaram e deram o que falar em 2015, incluindo Velozes e Furiosos 7, Jurassic World, 50 Tons de Cinza, He Named me Malala, A Garota Dinamarquesa, Hateful Eight, Jogos Vorazes, Star Wars episódio VII, Divertidamente e vários outros! Eu achei uma homenagem muito boa (pena que faltou Mad Max e Perdido em Marte) e estou muito ansiosa para saber a quais categorias esses filmes serão indicados no próximo Oscar. Que comecem as apostas para a temporada de premiações!

Veja como foi seu ano de filmes neste link: https://mymovieyear.oscars.org

Espero que tenham gostado. Até mais!

4 filmes que não podem faltar no natal


Olá, pessoas! Hoje é véspera de natal e algumas pessoas gostam de passar esta data comemorativa assistindo a alguns filmes com essa temática. Não é muito difícil encontrar algum filme que a história se passa no período natalino, com direito a nevasca e tudo mais, nos canais de televisão nessa época, não é mesmo?

Resolvi mostrar para vocês alguns dos filmes que eu acho indispensáveis de serem vistos nesse feriado, talvez a maioria já tenha visto algum deles e até assistem todos os anos como eu, mas para quem nunca teve a oportunidade de conhecer algum, eu digo que cada um vale muito a pena!

Como para mim todos são muito bons, a ordem dos filmes não altera a intensidade do meu gosto e nem a prioridade para vocês assistirem.

Esqueceram de Mim 2 - Perdido em Nova York (Home Alone 2: Lost in New York)

Imagem de Macaulay Culkin, home alone, and mi pobre angelito 2
"Feliz natal, seu animal imundo."
Esqueceram de Mim é um daqueles filmes de comédia muito agradáveis para se assistir em família. A sequência mostra o garoto Kevin McCalister ficando para trás e se perdendo novamente de seus pais e vários irmãos. O problema (ou não, haha) é que no lugar de estar na Flórida com sua família, Kevin passa por todo essa loucura em uma metrópole enorme, a conhecida Nova York. O filme vale muito a pena simplesmente por mostrar como é Nova York na véspera de natal, além do humor suave e até algumas cenas emocionantes que nos fazem refletir sobre a família e pessoas queridas.

O Grinch (How the Grinch Stole Christmas)

Imagem de movie, christmas, and green
"É porque eu sou verde, não é?"
Não me lembro de ter passado um natal sem ter visto O Grinch. É um dos meus filmes favoritos porque não envolve somente as coisas mais bonitas e felizes da época natalina. Nem todos gostam do natal, alguns até costumam odiar, como é o caso do Grinch, uma criatura verde e peluda que desde pequeno sofreu bullying por sua aparência. O problema é que ele não tem que aturar o natal apenas uma vez ao ano, pois ele mora em uma montanha perto de Quemlândia, onde vivem os Quem, "pessoas" com narizes e cabelos esquisitamente fofinhos. O desenrolar da história é engraçado e dá pra rir muito com as atitudes desse monstro.

O Expresso Polar (The Polar Express)

Imagem de polar express, believe, and christmas

Um filme animado que faz a magia do natal aumentar ainda mais. Tudo começa com um garoto que decide não acreditar mais na figura do Papai Noel, perde todas as esperanças possíveis durante a véspera de natal. De repente um trem enorme surge e ele é convidado para embarcar para o Polo Norte junto com outras crianças! Só assistindo mesmo para saber o quanto é legal, o filme é repleto de aventuras e as crianças são muito fofas. Apenas assistam.

Um Duende em Nova York (Elf)

Imagem de christmas, elf, and gif

Um dos filmes mais engraçados que já vi! Imagine um bebê humano que foi criado na terra dos elfos e do Papai Noel, em que ele fica maior que todo mundo mas é tratado com todo o carinho do mundo, apesar das diferenças. Esse bebê, o Buddy, descobre sua origem e vai em busca de seu pai em Nova York! Sim, mais um filme natalino que se passa em Nova York! Eu não estou reclamando, haha. Adoro como o filme mostra toda a decoração natalina possível, das ruas, lojas e casas. É muito legal ver o Buddy como leigo em uma cidade "humana", tentando interagir com as pessoas e com as coisas. Assistam!


Bom, é isso, gente. Espero que tenham gostado e que consigam assistir a pelo menos um desses filmes nesse feriado. Até mais!

Compras Geek: Yujô Gamer Level Up!



Olá, pessoas! Neste último final de semana (19 e 20 de dezembro) aconteceu o Yujô Gamer - Level Up, um evento de cultura pop com várias atrações voltadas para públicos variados. Neste tipo de evento é possível encontrar pessoas que adoram jogar (tanto jogos online como os clássicos), assistir anime, séries e canais no youtube, cosplayers, e por aí vai.

Comecei a marcar presença nesse tipo de evento em 2013 e minha parte favorita é ver o desfile de cosplayers, porém (quando eu tenho dinheiro) eu adoro andar pelas lojas e comprar coisas que geralmente não se vendem por aí, em qualquer shopping ou lojas da cidade. Onde seria possível encontrar uma camisa de Doctor Who nas ruas de uma cidade brasileira? Bom, deve ter alguma nesse país gigante, mas garanto que não é nada fácil de se achar.

Depois de muitos esforços físicos e psicológicos, finalmente consegui comprar alguns itens nessa edição do Yujô. Eu não vou mentir e falar que eu fiquei impressionada com os produtos que estavam à venda, pelo contrário, achei que poderiam ter mais opções de lojas e de produtos, já que desde que comecei a andar pelos stands de vendas nesses eventos, quase sempre vejo as mesmas coisas, as mesmas estampas e camiseta e isso me deixa um pouco frustada quando vou escolher algo.

Felizmente, depois de muito andar de um lado para o outro e pensar bem sobre o que realmente valeria a pena, consegui fazer uma bela compra geek. Os itens que adquiri foram: uma camisa na cor vinho com a estampa da plataforma 9 3/4 (R$28,00), um colar com o símbolo das relíquias da morte (R$6,00) e um cachecol da Sonserina (R$35,00; meu item favorito). Além disso, meu namorado também me acompanhou e comprou algumas coisas bem legais: uma camisa com estampa de stormtrooper e uma de um creep de Minecraft, vários colares e acessórios para o controle do xbox (bateria recarregável e uma proteção).


Camisa Plataform 9 3/4 King's Cross London e Cachecol Slytherin
Colar Relíquias da Morte e Colar Picareta de Minecraft

Camisa Minecraft e Camisa Stormtrooper
Capa para controle de Xbox 360
Colares: Mjölnir, Ryuk e Espada Minecraft
Fiquei feliz com as compras e pretendo usar muito a camisa de Harry Potter e o cachecol da Sonserina, mesmo fazendo muito calor na minha cidade.

Espero que tenham gostado! Até mais!

Resenha | Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força

The-Resistance-Star-Wars-7-Force-Awakens-X-Wing

Olá, pessoas! Aos que já assistiram o novo episódio de Star Wars, conseguiram sobreviver após tanta emoção? Foram muitos e longos dias esperando por mais um filme dessa super e incrível franquia de space opera e finalmente estou aqui para contar um pouco o que eu achei sobre essa mais nova aventura espacial.

Demorei um pouco para decidir se faria uma resenha com ou sem spoiler, mas acabei chegando na conclusão de que esse será um post para motivar sua ida aos cinemas e assistir ao novo episódio de Star Wars. Então não se preocupem, esta resenha NÃO TEM SPOILER.


Vou começar dizendo o que foi muito óbvio para mim: Star Wars Episódio VII é algo novo e diferente, mas ao mesmo tempo consegue ser íntimo e natural. No sentido de agradar as pessoas que já acompanham a franquia por anos e também o novo público. Esse filme possui todas as características dignas de um filme empolgante e emocionante.

O diretor J.J. Abrams acertou em cheio e conseguiu inovar de forma sutil e épica. É um pouco difícil para mim definir Star Wars sem contradições, como vocês podem perceber. Assistir a esse novo filme foi como se estivesse embarcando em uma aventura nostálgica com uma nova tripulação.  É aliviador saber que não deram muita importância para explicações, dá para acompanhar a história e tudo em volta sem aquele olhar e pensamento questionador, pois tudo se encaixa e mesmo se rolar uma dúvida em alguma cena, a sua prioridade vai ser apenas acompanhar o desenrolar do enredo e viver todas as emoções que o filme proporciona.

Há muitos momentos de tirar o fôlego, tanto nos cenários, nas cenas do espaço, as batalhas, quanto, principalmente, nos encontros épicos. O Despertar da Força mostra um lado nunca explorado antes da parte do mal, como maior exemplo temos um stormtrooper sem capacete. O lado negro da força se torna mais íntimo e vemos como tudo isso funciona no "backstage", e acredite, são cenas para se envolver fortemente.

Por fim, queria declarar aqui que o filme é lindo e merece ser visto a quantidade de vezes que for possível ver! Não percam a oportunidade de assistir a  Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força nos cinemas!

Agora percebo como é difícil escrever uma resenha sem spoilers, mas valeu a pena.


Espero que tenham gostado e que a FORÇA esteja com vocês! Até mais!

Lumos Maxima! Primeiro trailer de Animais Fantásticos e Onde Habitam!

Lumos Maxima! Lumos Maxima! Apenas isso foi suficiente pra deixar todos os fãs desse mundo mágico emocionados. É assim que o primeiro trailer do spin-off Animais fantásticos e onde habitam se inicia, desenhando o logo da Warner Bros. em luz e acendendo-a no olho de cada potterhead.


O trailer não traz muitas cenas e informações, é quase como uma confirmação da sinopse oficial lançada há alguns dias, mas ver Eddie Redmayne encarnando o papel de Newt Scamander não tem preço.


O filme já é um sucesso, e em novembro de 2016 teremos certeza disso. Veja o trailer anunciado na manhã de hoje pela Warner Bros.: 


“In 2016, writer J.K Rowling invites you to return to the WIZARDING WORLD” (Em 2016, a escritora J.K. Rowling te convida a retornar ao MUNDO MÁGICO"!!)


Além disso, uma hora antes de divulgar o trailer, a Warner Bros. nos presenteou com o primeiro poster do filme! Confira abaixo:


Espero que tenham gostado! Malfeito feito!

Por: Emanuel Henrique.

Personagens do cinema cantando "Hello" de Adele



Hello, it's me! Olá, pessoas! Quem aí tá com a música "Hello" da cantora Adele na cabeça? Se você já escutou pelo menos uma vez essa música, talvez tenha ficado com ela no repeat por um bom tempo na sua mente.

Relacionando essa música chiclete com o cinema, o canal no youtube chamado Matthijs Vlot criou uma compilação de algumas cenas de filmes e fez com que esse conjunto de falas formasse a letra de "Hello". Ficou muito legal, tem cenas desde Harry Potter, Star Wars, O Exterminador do Futuro, Bastardos Inglórios, O Rei Leão, entre outros clássicos.

Assista aqui abaixo essa incrível edição:


Espero que tenham gostado! Até mais!

Compras Geek: Coleção Star Wars


Olá, pessoas! Quem está ansioso para a estreia do novo episódio de Star Wars daqui a alguns dias? Eu estou, e bastante! Vai ser uma ótima forma de iniciar as férias depois que todas as provas terminarem. Bom, com certeza não sou só eu que estou animada com Star Wars: Episode VII - The Force Awakens (ou Star Wars: O Despertar da Força) e, pensando nisso, o mundo capitalista resolveu lucrar com isso e nos alegrou (uma alegria diretamente proporcional ao prejuízo financeiro haha) lançando coleções voltadas para o universo de Star Wars.

Uma das lojas que aproveitaram essa fervura intergalática foi a loja de departamento brasileira Riachuelo, que além do seu ponto forte de roupas femininas e masculinas, também optou por oferecer produtos de decoração para a casa, como capachos, almofadas, toalhas e jogos de cama. Muita coisa bonita e de ótima qualidade, e os preços foram até que justos ao meu ver (blusas por R$29,90 e almofadas por até R$35,00), uma vez que a loja poderia aproveitar o fanatismo de algumas pessoas para lucrar ainda mais.

Aproveitei essa coleção para comprar duas peças e levar de brinde um poster (grandão!) do novo filme, um incentivo a mais para meu instinto consumista. Comprei  uma blusa muito linda que imita um desenho da cabeça do Darth Vader com alguns rascunhos do resto, além das frases "feel the force", "dark side", "darth vader" e "star wars". Ela foi R$29,90 e valeu a pena, me vestiu muito bem e o tecido é ótimo.

Outra coisa que também resolvi levar foi uma almofada para decorar a minha cama, já que achei os edredons e fronhas muito caros para o meu "paitrocínio" e "mãetrocínio" juntos! Ela custou R$35,00, pode muito bem ser usada como travesseiro por ser muito fofa e confortável para a cabeça. Ela é bem colorida e tem uma estampa no estilo HQ, mostrando vários personagens como o R2-D2, C-3P0, Han Solo, Leia e o Chewbacca! 

Repare que o poster que dão de brinde está atrás da blusa e é muito maior que ela!

Quando fui comprar (dia 29/11 na Riachuelo do shopping Midway Mall), haviam poucas peças de camisas disponíveis, com tamanhos grandes. Foi muita sorte ter encontrado uma do meu tamanho. Então, se você está interessado em obter algum item desses, corra... e que a força esteja com você!!

Espero que tenham gostado, até mais!

Os Indicados ao The Game Awards 2015



Olá, pessoas! Meu computador quebrou e estou utilizando um emprestado, por isso não tive a oportunidade de postar muito ultimamente aqui, além das várias provas na universidade e outras coisas chatas da vida.

Hoje eu vim falar sobre a premiação The Game Awards, que se trata de uma cerimônia voltada para a indústria dos jogos eletrônicos. Além de premiar os jogos já lançados anteriormente, o evento também exibe lançamentos e demonstrações de games. Neste ano, jogos como Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, Fallout 4 e o incrível The Witcher 3: Wild Hunt estão concorrendo à maioria das categorias, além dos três disputarem o prêmio de Game of The Year (Jogo do Ano)!

The Game Awards terá sua segunda edição no dia 3 de Dezembro deste ano em um grande evento no Microsoft Theater, localizado na cidade de Los Angeles, Califórnia, e será apresentado pelo jornalista, apresentador e o próprio produtor executivo do evento, Geoff Keighley.


Confira abaixo os indicados nas principais categorias (escolhidas por mim):

Jogo do Ano:
Bloodborne
Fallout 4
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
Super Mario Maker
The Witcher 3: Wild Hunt

Melhor Narrativa:
Her Story
Life is Strange
Tales From the Borderlands
The Witcher 3: Wild Hunt
Until Down

Melhor Trilha Sonora:
Fallout 4
Halo 5: Guardians
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
Ori and the Blind Forest
The Witcher 3: Wild Hunt

Melhor Jogo de Tiro:
Call of Duty: Black OPS 3
Destiny: The Taken King
Halo 5: Guardians
Splatoon
Star Wars Battlefront

Melhor Jogo de Ação/Aventura:
Assassin's Creed Syndicate
Batman: Arkham Knight
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
Ori and the Blind Forest
Rise of The Tomb Raider

Melhor RPG:
Bloodborne
Fallout 4
Pillars of Eternity
The Witcher 3: Wild Hunt
Undertale

Melhor Jogo de Luta:
Guilty Gear XRD
Mortal Kombat X
Rise of Incarnates
Rising Thunder

Melhor Jogo Multiplayer:
Call of Duty: Black OPS 3
Destiny: The Taken King
Halo 5: Guardians
Rocket League
Splatoon

Melhor Direção de Arte:
Batman: Arkham Knight
Bloodborne
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
Ori and the Blind Forest
The Witcher 3: Wild Hunt


Para que game vocês estão torcendo?
Espero que tenham gostado. Até mais! :)

Começa a divulgação de Animais Fantásticos e Onde Habitam


Olá, pessoaaaaaaaaaas!! Não posso conter minha ansiedade e emoção ao falar de algo tão aguardado por mim: as primeiras fotos do filme Fantastic Beasts and Where to Find Them (Animais Fantásticos e Onde Habitam), que foi baseado no livro didático fictício de Hogwarts na série Harry Potter, o que caracteriza de forma bem descritiva e classifica os animais do mundo mágico de acordo com sua índole. A melhor parte é que o roteiro foi totalmente pensado e escrito pela própria autora J.K. Rowling, dirigido por David Yates e produzido pelo David Heyman, ou seja, teremos boa coisa vindo por aí.


"Eu sempre disse que só revisitaria o mundo bruxo se tivesse uma ideia com a qual estivesse muito animada; e é esta." 
— J. K. Rowling

A história vai se passar em New York, no ano de 1926, por volta de 70 anos antes da história escrita nos livros de Harry Potter. O protagonista será o magizoologista Newton Artemis Fido Scamander, ou simplesmente Newt Scamander, autor fictício do livro sobre os animais fantásticos. Newt estudou em Hogwarts e desenvolveu seu interesse pelas criaturas mágicas através dos hipogrifos de luxo da sua mãe.

O que podemos esperar do roteiro, é que mostre as aventuras vividas pelo Newt ao tentar encontrar diversos animais, talvez algumas batalhas e descobertas de lugares e, por fim, catalogá-los. Para matar um pouco da nossa curiosidade, a Warner Bros. finalmente liberou algumas imagens oficiais do set e dos personagens, além do logo e site oficial do filme.

Logo oficial em português
Logo oficial original em inglês
As fotos abaixo mostram os personagens Tina (Katherine Waterston) e Newt Scamander (Eddie Redmayne), além de Queenie (Alison Sudol) e Jacob (Dan Fogler) e os cenários.


P.S.: Na foto com os 4 juntos, dá pra notar que Newt está usando algo parecido com um cachecol da Lufa-Lufa!


Animais Fantásticos e Onde Habitam

 Para finalizar, o site da revista Entertainment Weekly declarou que o local em que Newt se encontra na imagem abaixo é nada menos que o ministério da magia americano! Iremos saber como são os bruxos americanos e suas diferenças com os britânicos que tanto estamos acostumados.

“Em nossa capa, você verá, pela primeira vez, Scamander, com sua maleta em mão, em frente da magnifica entrada do Congresso Mágico dos Estados Unidos (Magical Congress of the United States of America, MACUSA), que é a versão americana do Ministério da Magia, localizada dentro do Woolworth Building no filme” 
– Nota retirada do site da revista Entertainment Weekly.


Fantastic Beasts and Where to Find Them (Animais Fantásticos e Onde Habitam) estreia no próximo ano, dia 18 de novembro de 2016 nos cinemas e já estou aguardando com muita emoção. Quem sabe rola aquele logo da Warner tão querido pelos Potterheads! Vamos esperar, literalmente, para ver.

Espero que tenham gostado, até mais!

5 Séries Recomendadas Para Você


Olá, pessoas, quanto tempo! Ultimamente estive, e talvez ainda estou, passando por um momento blackout da minha imaginação para posts. O que me levou a escrever esse foi o número de visitas aqui do blog mesmo quando eu não posto nada. Incríveis 20 visitantes por dia, e em 25/09 foram 60! 

Resolvi recomendar e falar das séries que mais gostei/gosto de assistir e compartilhar um pouco do meu gosto para vocês. Eu não tenho um padrão definido, mas tudo que envolve crimes, ficção científica e humor inteligente são um bom atrativo para minha pessoa. Tem de tudo mesmo, por isso vou explicar um pouco da trama de cada uma logo abaixo.

Então, segue a lista das 5 séries que recomendo para vocês:

Dexter

Um das minhas séries, de longe, preferidas. Tem como personagem principal um homem charmoso e de ótima aparência que trabalha na área de homicídios do departamento de polícia de Miami como analista forense e especialista em respingos de sangue. Contudo, por trás da imagem de homem comum, com uma profissão estável, bom apartamento e até uma namorada, se esconde um serial killer (assassino em série) que executa suas vítimas durante seu tempo livre. Tudo isso é feito seguindo o código ensinado pelo pai adotivo, que costumava ser um policial. A história é muito boa, o roteiro, atores e a caracterização de todos os personagens me fez ficar apaixonada pela série. Não deixem de assistir só porque falaram mal do final, eu garanto que vale muito a pena.

Doctor Who

A série de ficção científica mais antiga da história tinha que estar nessa lista. Teve tantas mudanças ao longos desses 50 anos, mas a essência continua a mesma, o Doctor, um Time Lord (Senhor do Tempo) que possui uma TARDIS (Time and Relative Dimensions in Space - Tempo e Dimensões Relativas no Espaço), que é basicamente uma máquina do tempo e espaço em que ele viaja -quase- sempre ao lado de uma companion (acompanhante, na maioria das vezes, uma mulher) com o principal objetivo de salvar o planeta terra (mais conhecido como Londres, na série hahaha) dos vilões mais loucos de outros lugares do universo. Eles também defendem outros planetas e nas horas livres, curtem viajar por eventos marcantes e lugares fantásticos além das galáxias. Os cenários me faz querer fortemente que tudo aquilo fosse real para ter a oportunidade de viajar por tantos lugares e épocas diferentes, além da ótima companhia do Doctor! 


The Walking Dead

Quem não conhece The Walking Dead, não é mesmo? A série pós-apocalíptica envolvendo zumbis mais famosa que existe. Porém, não é somente sobre os mortos vivos que a história é baseada. O evolvimento dos personagens entre si torna tudo mais "real", como se a maior parte das situações pelas quais eles passam pudessem realmente ser vividas em um mundo cheio de zumbis. Os diálogos também ajudam bastante nas cenas que não evolvem tiros e cabeças decepadas, mas não posso negar que minhas partes favoritas são quando há algum tipo de combate e montes de walkers sendo aniquilados. É uma daquelas séries que podem ter um milhão de temporadas, que eu sempre vou acompanhar, não importa se a maioria dos episódios forem sobre quase a mesma coisa.


How I Met Your Mother
Mudando totalmente de estilo, chegamos ao humor. Nunca fui de assistir série de comédia, mas sempre tive vontade de testar alguma. Tive a oportunidade de conhecer melhor How I Met Your Mother através do meu namorado, que já viu mais de 5 vezes todas as temporadas, e simplesmente amei. Um grupo de amigos jovens adultos com personalidades totalmente diferentes que se reúnem em um bar sempre que possível e sempre se envolvem em histórias loucas. A história é narrada pelo Ted para seus filhos, e todas as histórias são contadas no ponto de vista da procura pela "the one", ou seja, a mulher perfeita para a vida dele. Só posso falar que todas os episódios valem a pena, todos os personagens são muito engraçados e quem assiste se envolve demais com a trama de cada um e de todos juntos, além das ótimas mensagens que são passadas, a minha favorita é "não se pode pular logo para o fim, pois a jornada é a melhor parte!".


Suits
Quem diria que uma estudante de uma futura engenharia estaria gostando de uma série totalmente voltada para o mundo da advocacia. No fundo, eu sempre pensei em fazer faculdade de direito, mas já que não levo muito jeito e não tenho a oportunidade, me conforto com Suits. Encontrei essa série aleatoriamente em um site também aleatório na internet e resolvi assistir, já gostei de cara pela carisma de Harvey, um advogado muito charmoso que consegue ganhar seus casos de forma bossal (tipo, like a boss, se você não entende essa expressão). Após um acaso meio conturbado, Harvey acaba contratando Mike Ross como seu associado no escritório de advocacia Pearson Hardman. Contudo, o local tem uma regra para a contratação de associados, eles só aceitam os que passaram por Harvard, e Mike nunca se formou lá, mesmo sendo altamente inteligente e possuindo uma memória fotográfica incrível. Para não perder a oportunidade, Harvey dá um jeitinho e isso causa alguns momentos tensos ao longo da série. Nem tudo em Suits é formal e tenso daquele jeito que os advogados geralmente são, os personagens se mostram pessoas normais e criam situações bem diferentes.

Outras séries que não citei acima mas recomendo fortemente são essas: Girls, 2 Broke Girls, Skins (a versão britância), Sense8 e My Mad Fat Diary.

Espero que esse post tenha dada uma luz para você que não conhecia essas séries e está a procura de algo novo para assistir! Até mais! :)

Playlist da Semana

Olá, pessoas! Mais uma playlist para vocês, incluindo as músicas de bandas que eu descobri recentemente e das que eu conhecia a muito tempo mas tinha esquecido de como eram boas!

A banda que eu descobri a pouco tempo é a Two Door Cinema Club. Primeiramente eu adorei o nome da banda (tudo com a palavra cinema fica legal), e, quando eu ouvi a primeira música recomendada pelo YouTube, “What You Know”, já fiquei com vontade de baixar a discografia inteira!

Agora falando da banda que desenterrei, The Flaming Lips. É uma banda muito boa, falo isso mesmo eu tendo escutado apenas um álbum da mesma, “Yoshimi Battles The Pink Robots” e me apaixonei pela primeira parte da música de mesmo nome. A voz do vocalista e o toque parece que se abraçam e esse movimento gracioso forma a música, e a letra fala sobre robôs, ROBÔS!!

Agora, com vocês, a playlist dessa semana:


Espero que tenham curtido! Até mais.

Cinemagrafia: fotografia com movimento


Olá, pessoas! Quem nunca assistiu algum dos filmes de Harry Potter e ficou imaginando como seria se nossas fotos fossem animadas iguais as do mundo mágico? Eu, pelo menos, sou uma dessas pessoas.

As imagens em formato GIF (Graphics Interchange Format) fazem muito sucesso pelas redes sociais, especialmente no Tumblr, por suportarem o armazenamento de várias imagens em um único arquivo, as compactando e no final produzindo uma animação curta e, na maioria das vezes, simples.

Utilizando desse formato de compressão de dados, vários artistas e entusiastas do mundo da fotografia resolveram transformar o momento da foto em um arquivo diferenciado, contendo uma pequena parte em movimento para que a captura ganhe "vida".

A cinemagrafia (cinemagraph) é essa técnica de fazer com que, ao observar uma imagem, a pessoa pense que está vivenciando um pouco do momento específico escolhido. Isso é possível através de um "loop infinito", ou uma ilusão de um movimento criado pela repetição de quadros de uma sequência de fotos. Essa técnica também é muito utilizada para cenas de filmes em que certa execução se torne infinita.

Se quiserem ver algumas dessas imagens, aconselho visitarem esses sites: http://juliendouvier.tumblr.com/http://cinemagraphs.com/ :). Também vou deixar abaixo alguns exemplos de cinemagrafia que eu mais gostei.




fromme-toyou:

Meet me at the bar…


Espero que tenham gostado! Até mais!

Resenha | The Purge, Uma Noite de Crime

Id be a SAVAGE!!

Olá, pessoas! Hoje vim fazer uma resenha sobre o filme The Purge, ou Uma Noite de Crime em português. Eu estava para escolher um filme de terror junto com a minha irmã e após vários minutos decidi assistir a The Purge simplesmente porque achei a capa do filme muito sinistra. Após a escolha, li a sinopse em inglês meio que por cima e me interessei ainda mais pelo filme por este se tratar de uma situação fictícia que mesmo assim poderíamos imaginar acontecendo no mundo real (ou, resumindo, nos Estados Unidos).

A trama se passa no ano de 2022, nos Estados Unidos, onde a sociedade se encontra em sua forma mais pacífica durante quase todo ano, exceto por um dia, precisamente durante 12 horas. Nesse período, que o próprio governo criou e denominou "o dia do expurgo", todo e qualquer tipo de criminalidade é permitido, sendo restrito apenas o uso de certos tipos de armamento (os que possam causar a destruição da nação, etc). Durante o expurgo, a polícia, os bombeiros e nem os hospitais podem dar apoio à população.

Explicando melhor essa história, o dia do expurgo foi criado pelo governo americano para fazer com que sua população se controlasse nos dias "normais" e usassem essa permissão para cometer crimes como uma forma de libertação. Todo estresse, rancor e vingança, guardados e oprimidos a espera do dia em que possam ser expostos. Contudo, nem todos enxergam esse dia como algo bom, e recorrem à segurança durante esse terror permitido. Com isso, entra James Sandin, um empresário que aproveita a oportunidade para lucrar com seus sistemas de segurança super modernos.

Ao longo do filme, James e sua família se preparam para mais um dia do expurgo a salvos dentro de casa, ativando toda segurança possível e vigiando as ruas com as câmeras. Porém, a noite não sai como planejada e toda proteção que eles possuíam não adiantou em nada durante os acontecimentos sinistros seguintes.


Para quem gosta de terror, eu recomendaria (não tão fortemente) pelas cenas em que aparecem as pessoas mascaradas e com um humor sádico, além do ambiente escuro e da temática perturbadora. O suspense desse filme é razoável voltado para o ruim, já que há cenas em que tudo se torna previsível demais ao ponto de se tornar trash. Eu gostei da escolha dos atores, mas o que mais me impressionou foi o papel de Tony Oller, o qual me lembrou muito o Coringa, com um sorriso malicioso e expressão medonha.

Enfim, eis minha opinião acima. Espero que tenham gostado! Até mais!

Resenha | Death Proof

Quem assiste Death Proof (À Prova de Morte) e não tem muita noção de quem é Quentin Tarantino poderia afirmar com certeza que este filme é antigo e bem estranho. Estranho no ponto de que há cortes de cena abruptas e algumas outras falhas características do cinema antigo e mal trabalhado. Contudo, Death Proof conta com enquadramentos e fotografia de tirar o fôlego em algumas cenas, além de ótimos atores, um roteiro bem trabalhado e muita violência típica do diretor.

Não me surpreendi muito ao dar de cara com uma história um pouco rasa e um final meio que vago, porém divertido. A trama mostra um homem de idade um pouco avançada que persegue vítimas, com um determinado padrão, para atormentá-las no final com seu carro personalizado, o qual ele mesmo diz ser à prova de morte.

É um filme para quem gosta de uma mistura de terror, ação e carros velozes. Mesmo sendo voltado para esses três gêneros, há algumas cenas que conseguem ser como um parágrafo único e não se misturar tanto com o restante do filme. Uma delas é a cena da dança da Arlene ("Butterfly"), que surpreende pela simplicidade de conseguir ser sedutora com apenas uma música, chinelos e barriga nada sarada de fora.

Considerando que o filme é dividido em duas etapas, eu preferi a primeira. Talvez Death Proof não caia no gosto de qualquer pessoa, principalmente quem não gosta de filme trash e antigo, mesmo ele sendo de 2007 (sim, mais novo que Kill Bill, de 2003), porém eu totalmente recomendo pelas cenas que envolve carros e sua trilha sonora maravilhosa.

Se tiverem algum tempo livre, assistam! Espero que tenham gostado! Até mais.